Você está aqui: Página Inicial / FAQ

FAQ

Dúvidas sobre o Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais/PPGCM

1. Quem pode participar do Curso de Mestrado?

O público-alvo é de profissionais oriundos de cursos de graduação como Física, Química, Engenharias como mecânica, elétrica, química, civil, entre outras. O curso de Mestrado visa possibilitar, ao portador de diploma de graduação, condições de desenvolver estudos de natureza científica e tecnológica para o domínio dos instrumentos conceituais e metodológicos da área de Ciência dos Materiais, qualificando-o à docência, à pesquisa e ao exercício profissional especializado.

A ciência dos materiais investiga todas as questões ligadas aos materiais, desde a sua obtenção ou extração, processamento, transformação, caracterização, estudo estrutural, etc.

O PPGCM possui duas áreas de concentração: “Materiais Funcionais e Polímeros de Fontes Renováveis” e “Nanociência e Nanotecnologia de Materiais”, com várias linhas de pesquisa relacionadas a essas temáticas de conhecimento.

2. Qual é a duração do curso?

O curso de Mestrado tem duração de no máximo de 24 (vinte e quatro) meses.

3. O curso de Mestrado é pago?

Não, é gratuito.

4. Qual o horário das aulas?

Os horários e as disciplinas são definidos a cada semestre e ocorrem no período matutino e/ou vespertino, normalmente estão centralizadas de 4ª à 6ª feira.

5. Quais os requisitos para obtenção do título de Mestre?

a) Completar os 35 (Trinta e cinco) créditos em disciplinas do curso, sendo 20 (vinte) créditos em disciplinas obrigatórias, 10 (dez) créditos em disciplinas específicas da área de concentração e 5 (cinco) créditos em disciplinas optativas;

b) Completar 65 (sessenta e cinco) créditos correspondentes à homologação de dissertação de mestrado pela CPGCM;

c) Ser aprovado em Exame de Qualificação.

d) Ser aprovado no Exame de Proficiência em Língua Estrangeira, prescrito pela CPGCM.

e) Ser aprovado em Exame Público de Dissertação.

6. Quais são as disciplinas e as normas do Programa?

Essas informações encontram-se no site do Programa nos menus Disciplinas e Normas e Regimentos onde estão o regimento interno e as normas complementares do PPGCM, além das ementas das disciplinas.

Dúvidas sobre o Processo Seletivo

7. Como é o Processo de Seleção para entrar no PPGCM?

Os Processos Seletivos atualmente estão acontecendo semestralmente nos meses de Junho e Novembro. O Edital específico para cada Processo Seletivo é publicado na página do programa. O Exame de Seleção é composto por três etapas: Entrega da documentação, Prova de Conhecimentos Específicos (eliminatória) e Entrevista e Arguição do curriculum (Classificatória).

8. Qual a documentação necessária para a inscrição no Processo Seletivo?

O candidato deverá apresentar no momento da inscrição no processo de seleção os documentos especificados no Edital. Para verificar a documentação e tópicos a serem estudados para a prova; os editais anteriores podem ser consultados no menu Processo Seletivo.

9. Posso fazer minha inscrição no Processo Seletivo sem ter concluído o curso de graduação?

Sim. Poderão se inscrever no processo seletivo candidatos em fase de conclusão de curso de graduação, desde que possam concluir seu curso de graduação até o primeiro dia do Período Letivo de ingresso no curso pretendido, de acordo com o Calendário Acadêmico. No entanto, deve apresentar certificado ou documento equivalente de conclusão de curso, emitido pela Instituição de Ensino no ato da matrícula.

10. Como entrar em contato com o futuro orientador?

A carta de Aceite do Orientador assinada deverá ser entregue na secretaria no ato da matrícula. Na etapa da entrevista a Comissão de Seleção orientará o candidato a entrar em contato com o possível orientador.

no menu Corpo Docente, onde estão relacionados os docentes credenciados no programa, a área de concentração a qual estão vinculados; as linhas de pesquisas as quais trabalham e o link para o Curriculum Lattes que possibilita informar-se sobre os seus respectivos projetos .

O candidato poderá entrar em contato com o docente via email ou telefone para agendar uma entrevista para conversar sobre a futura orientação. É importante que só entrem em contato com os docentes respectivos da área de concentração e linha de pesquisa do seu interesse. Esclarecemos ainda, que o aceite do orientador levará em consideração a demanda de vagas das Linhas de Pesquisa e da disponibilidade dos orientadores.

Dúvidas sobre Bolsa de Estudos

11. O programa oferece bolsas de estudos?

O programa recebe uma quota de bolsas da Capes que são alocadas entre os alunos ingressantes de acordo com a classificação no processo seletivo. Como o número de ingressantes é variável, assim como o número de bolsas, não há garantia de bolsas para todos. Outra alternativa é que o orientador/pesquisador elabore um projeto e solicite bolsa a agência de Fomento FAPESP ou CNPq.

Há duas modalidades de Bolsas: A Capes (demanda Social) e Capes REUNI. Para a Bolsa Capes/DS o bolsista deverá realizar estágio de capacitação à docência em alguma disciplina de um dos cursos de graduação de acordo com a sua área de atuação. Para a Bolsa Capes REUNI é condição para a concessão da bolsa que o bolsista faça monitoria em alguma disciplina de um dos cursos de graduação REUNI no período noturno de acordo com a sua área de atuação.

É fundamental que o bolsista tenha bom desempenho acadêmico e dedicação integral às atividades do programa, senão poderá perder a bolsa.

12. Se não receber bolsa logo no início do curso, posso vir a recebê-la posteriormente?

Sim, desde que haja disponibilidade. Na dinâmica do Programa, há sempre estudantes ingressando e outros concluindo. Para aqueles que possuem bolsas e defendem suas dissertações, estas se tornam disponíveis para serem distribuídas a estudantes que estavam sem receber bolsa.

13. Qual o valor das bolsas?

O valor é determinado pelas instituições de fomento. Para mais informações, consultar: www.capes.gov.br

Dúvidas sobre Alunos Especiais

14. O que é aluno especial?

Os candidatos que possuem vínculo empregatício com empresas ou indústrias tem pouca disponibilidade de tempo para frequentar regularmente as aulas do programa, por isso o candidato pode ingressar primeiro como aluno especial podendo ter a flexibilidade de não cursar todas as disciplinas obrigatórias em um único semestre. Mas enfatizamos que o candidato tem que ser aprovado no Exame de Seleção e ter bom rendimento no programa, como o aluno regular.

15. Há um processo de seleção específico para o candidato a aluno especial? Como ingressar como aluno especial no programa?

Não. Os candidatos às vagas de alunos especiais também deverão prestar o Exame de Seleção de acordo com todas as etapas do Edital; e aqueles que forem convocados para a entrevista deverão declarar a Comissão do Processo Seletivo o seu interesse em ingressar inicialmente no programa como aluno especial.

16. Depois como é feita a regularização do aluno especial para aluno regular?

Segundo norma complementar do programa o aluno especial terá sua matrícula regularizada após um ano da data da matrícula de ingresso no programa. Será feita uma análise do rendimento do aluno e se o orientador estiver de acordo, será homologado na reunião da Coordenação à regularização da matrícula e o aproveitamento dos créditos já cursados nas disciplinas. Após a regularização da matrícula começam a contar os prazos para o Exame de Qualificação e Defesa de Dissertação de Mestrado.